Veja como ficou a sede do SINTE depois da Reforma

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Em Umarizal: Educação planeja novos enfrentamentos e poderá ter greve no inicio do ano letivo

Professores de Umarizal reunidos planejaram novos embates em defesa do Plano de Cargos Carreira e Salário, visto que até agora o impostor, chefe do execultivo, não deu a mínima para a categoria e com isso Umarizal se mantem liderando os piores salários do Estado do Rio Grande do Norte.
Mas a categoria, atendendo chamamento da Direção do Sindicato reuniu-se neste dia 04/02/10, na sede do SINTE em Umarizal e aprovaram a seguinte pauta:

- 1º Visita coletiva a Secretaria de Educação, munidos de seus contracheques, mostrar os valores e pedir esclarecimentos a Secretária - Vera Lúcia;

- 2º Mobilizar a categoria para boicotar a Semana Pedagógica e em substituição a esta realizar panfletagem usando camisetas com textos rebeldes e denunciantes da situação de miséria pela qual passam os professores de Umarizal e do Rio Grande do Norte;

- 3º Promover uma série de denúncias públicas na imprensa falada e escrita, além de outros instrumentos como: Blogs, Carro de som Panfletos etc..., nos níveis mais abrangentes possíveis para que a nação norteriograndense conheça bem os responsáveis pelos reais problemas da nossa educação municipal e

- 4º Preparar a categoria na perspectiva de não iniciar o ano letivo enquanto as nossas reivindicações não sejam atendidas.

Como sabemos, o descaso com os serviços públicos e principalmente a educação, proporcionados pelos chefetes do capitalismo, extrapola as fronteiras nacional, estaduais e municipais, porém o que não aceitamos são os degenerados salários, as péssimas condições de trabalho, as turmas superlotadas, os mecanismos avaliativos artificiosos, os desprezo políticos para com as nossas causas e ainda sermos acusados pelo fracasso da educação pública nos respectivos entes federados.

Derrotar o poder politico das gerências dos estados burgueses já será um grande passo para a construção de uma sociedade socialista, e isso tem que partir das massas, cuja as quais nós fazemos parte.

Chega de miséria!!
À Luta camaradas!!!

8 comentários:

Anônimo disse...

Disse...
Gabriel, parabéns pela militância na defesa dos profissionais de educação. Porém o presidente Lula também não é vítima, penso ao contrário: ele também tem sido omisso e covarde para com nossa categoria, afinal de contas o Ministro da Educação não agiria covardemente num ato isolado. A oscilação do valor aluno/ano em 2009 foi outra m... em detrimento da crise econômica, porém não faltou R$ para FMI, por exemplo. Temos realmente que fazer uma luta nacional para acabar com tanto desmantelo e a CUT, os sindicatos e outras centrais precisam levantar esse bandeira...
Abraços,

Anônimo disse...

Prezado camarada

As aparencias iludem o povo, e na verdade, o buraco é mais embaixo.Até parece o tema da redação do vestibular da Fuvest, que foi "A relação entre a imagem e a realidade" Isto nos remete a caverna de Platão e todos hoje olha por uma janela o computador.
Um forte abraço.

Anônimo disse...

Essa questão do piso deve ser mais e mais abordada porque é uma grande vergonha,um professor que trabalha 20 horas semanais ganhar apenas menos de um sálario minimo! parabéns pelas opinioes postadas.

Anônimo disse...

Não vai ser fácil , mas valerá a pena!
Amigos,

Somos profissionais da Educação e transmitimos não só conhecimento , mas uma postura séria , íntegra e através dos nossos atos os discípulos traçarão seu perfil profissional.
Educar não é só passar a matéria, mas demonstrar que estamos vivos e alertos perante tanta injustiça,mas que podemos vencer.
Não adianta se acomodar com o "pouco", por que este é menos do que merecemos. Os dirigentes das Instituições necessitam de nós. Não somos um "número" e sim "pessoas" que temos direitos mesmo alguns dizendo que têm outra profissão. Somos um novo modelo de profissional que a Sociedade impõe, modernos, atualizados, alegres, otimistas e em especial aberto a mudanças, inclusive participando com garra no BLOG do Sinte.
Nós aqui somos PROFESSORES . Uma profissão digna, necessária, transformadora de pessoas e não seres inanimados que não tem reflexo e serve de escudo para encobrir as arbitrariedades dos dirigentes, pois a "omissão" e a "inércia" querem dizer aceitação.
Portanto amigos, participem , comentem, denunciem, pois este é um clamor que se tornará público e notório e certamente refletirá positivamente , uma vez que não estamos praticando nenhum ato que vá contra a ordem pública, os bons costumes, a sensatez e a todas as normas de condutas implícitas na lei.

Aguardo-os nas nossas lutas,
Elânia Delfino

SINTE UMARIZAL disse...

Concordamos imensamente que Lula é o chefe maior da enganação contra os trabalhadores, assim como os governadores e os prefeitos juntamente com seus alinhados nos parlamentos são os responsáveis maior pela lamúria no interior das categorias, principalmente na Educação. A CUT hoje não defende mais o trabalhador, defende os governos, tanto ela como os sindicatos aliados dela e dos partidos aliados dos governos. Na verdade a saída é a luta incondicional, pois assim soerguerá bem alto a bandeira, e desmascara o mito da imagem na caverna de Platão que nada mais é do que pura ALIENAÇÃO subjetivamente construída em conseqüência da imobilidade ou medo de encarar a verdadeira luta sem olhar de lado, ou ainda, quem sabe, por pura relação de amor aos detentores do poder burguês.
Finalmente, parabéns pelos comentários, eles certamente engrandeceram bastante essa "janela" e mais ainda, sinaliza o início de uma futura, e real, objetiva participação incondicional nas Lutas de classes e em defesa dos povos oprimidos.

Fraterno abraço!
Gabriel

Anônimo disse...

De Ilo Fernandes:
A luta é a única solução!!
1º Mobilizar a categoria
2º Dicutir com a categoria anseios, dificuldades(medidas que aminazem a exploração pelo trabalho e dimunuiam as doenças ocupacionais da categoria), questão salarial, metas, ações
3º É a negociação com o ente público
4º Preparar e conscientizar a categoria
5º Buscar o apoio da sociedade e da comunidade escolar
6º Paralizações mensais, quinzenal, semanal
7º Greve Total
8º As vezes a greve vem antes quando o ente público se mostra intransigente e insensível aos anseios da categoria.

Anônimo disse...

De: Ilo Fernandes
A luta é a única solução!!
1º Mobilizar a categoria
2º Dicutir com a categoria anseios, dificuldades(medidas que aminazem a exploração pelo trabalho e dimunuiam as doenças ocupacionais da categoria), questão salarial, metas, ações
3º É a negociação com o ente público
4º Preparar e conscientizar a categoria
5º Buscar o apoio da sociedade e da comunidade escolar
6º Paralizações mensais, quinzenal, semanal
7º Greve Total
8º As vezes a greve vem antes quando o ente público se mostra intransigente e insensível aos anseios da categoria.

Anônimo disse...

Parabéns professores, por não ficar de boca calada e ter coragem de ir a luta pelos seus direitos.Mais...tô supressa de não ver a profª ITINA,NAZARÉ,e entre OUTRAS... a frente dessa luta!Porque será???Que todos como eu devem lembrar que "ELAS" eram as primeiras em gestões passadas enfrentantes das GREVES,chegaram até vestir-se de PRETO em protestos a coisas pequenas,que comparando ao que vocês estão passando e enfrentando HOJE PROFESSORES, o passado não foi nada ao tamanho da gravidade do presente.Aqui a proveito a oportunidade e mando essa mensagem pra você ITINA,NAZARÉ e OUTRAS,ETC é agora que vocês deve fazer a famosa camiseta PRETA e ir atrás dos seus DIREITOS...Não se escondam!Vocês sim, agora estão sendo ROUBADAS escancaradamente e não fazem NADA,estão com MEDO DELE?Não tenha medo, pois "ELES" estão roubando o dinheiro de tirando o que é de vocês por direito!Vão a luta não se omita!