Veja como ficou a sede do SINTE depois da Reforma

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Em Umarizal, Luta dos professores Cresce.

Em Umarizal, Luta dos professores Cresce e poderá ter greve no inicio do ano letivo

Depois de deliberarem por não participar da Semana pedagógica, em reunião da categoria realizada há dias atrás, os professores reafirmaram isso neste dia 18/02/2010 em uma outra reunião, desta vez convocada pelo prefeito municipal horas antes da abertura da Semana pedagógica e, com proposta mesquinha, na tentativa de convencer a categoria à desmobilização. Mas não teve como evitar o boicote da classe que logo após ouvir a minúscula proposta do prefeito, organizaram uma rápida reunião em via pública e nesta votaram pela continuidade do protesto.
Na reunião convocada pelo prefeito que se realizou na Câmara de vereadores, contou com a participação da maioria deles, tanto da oposição como da situação, inclusive do presidente da Câmara e em ambos deu pra sentir a vontade que eles estão de apresentarem uma melhor proposta para os professores na busca de solucionar o atual impasse, bem como aprovarem um Plano de Cargo Carreira e Salário mais digno para os professores, visto que boa parte deles tem suas esposas que estão sendo vítimas da atual calamidade salarial pela qual os profissionais da Educação do município de Umarizal vem passando.

Após algumas tentativas equivocadas e bajuladoras (foi assim que o prefeito expressou) de alguns assessores sem progresso nas tentativas de (des)informações equivocadas e enganadoras, o prefeito sacou do bolso a seguinte proposta: Teto salarial, usando as vantagens, de R$ 768,00 para o professor com magistério(nível médio - Piso). Para o professor graduado seria 15% sobre os R$ 768,00, mas comprometeria as vantagens o que totalizaria um salário de R$ 883,2. Já para o especialista adicionaria 10% sobre os R$ 883,2 que daria um salário de R$ 977,52. Enquanto que o mestrado seria 10% sobre os R$ 971,52 que registraria um salário de R$ 1068,67(sinceramente, eu tenho até vergonha de publicar isso no Blog).
Mas pelo que se viu, ao final da reunião ficou uma perspectiva de continuidade de negociação, inclusive com a categoria sugerindo enxugamento do excesso de cargos comissionados(comprometimento político - paternalismo) nas escolas, bem como o prefeito autorizou(a categoria sugeriu autonomia para negociar) a Secretária de Educação a está sempre disposta para receber a categoria. Com isso a categoria também foi convidada pela Direção do seu sindicato a se reunir no dia seguinte. Isto feito, discutiram minuciosamente a proposta apresentada pelo chefe do executivo e decidiram pela continuidade ao boicote, mas paralelamente tentando avançar nas negociações. Caso o processo de ajuste salarial não aconteça, o inicio do ano letivo tambem poderá não acontecer na data programada se a classe dos professores deliberarem pela greve.
Portanto, o que se tem de mais concreto é que pela proposta apresentada, terá greve. E as aulas no município de Umarizal não iniciarão de acordo com o calendário oficial como estava previsto. Porem, esperamos a disposição do executivo em continuar negociando com a categoria, pois esta que prima sempre pelo diálogo, aproveita para comunicar a sociedade umarizalense, principalmente aos pais de alunos, que se isso acontecer(a greve), só tem um culpado - O prefeito municipal de Umarizal(atual gerente do capitalismo local)



25 comentários:

Anônimo disse...

Ilo:
Façam uma contra proposta ao governo!!
A menor diferença entre um nível e outro deve ser de 20% e ser a mesma porcentagem entre um nível e o outro(vi que para cada nível tem uma porcentagem diferente).
Portanto esta proposta deve ser recusada, o piso é 1332!!
Mesmo sendo uma miséria, não devem pedir menos do que isto e pelo que vi que nem com mestrado se chega a isto aí em Umarizal.
Pensem na possibilidade da Greve porém estudem o Orçamento daí com carinho e proponham modificações!

Anônimo disse...

Meu Caro, exelente artigo para refletirmos sobre o que estamos fazendo, como educadores, para transformar eesa realidade que não é somente do nordeste mas de todo nosso pais.Aqui nos pampas gauchos, a situação é muito similar.Graças ao poder de nosso sindicato(CPERS)conseguimos, por dois anos seguidos, travar alterações significativas e contrárias aos nosso interesses, por parte do governo do PSDB(Yeda e sua quadrilha de ladões> Eles queriam retirar avanços do nosso plano de carreira, conquistados ao longo do tempo, promovendo alterações para satisfazer o banco mundial que "emprestou muitos dólares" para esse (des)governo.Com relação ao desânimo por parte de nosso professores realmente é um caso para se pensar e refletir muito.Um grande abraço...Vou seguir teu blog...parabéns.TURQUINHO

Anônimo disse...

O Senhor tem um maravilha de blog e bela matéria. Alás, belas matérias. Se me permite vou reproduzir essa no meu blog. Encantado.

Antonio Fernandes.

Anônimo disse...

Infelizmente os interesses dos políticos espelham - quantas vezes - um absoluto desprezo pela educação. Daí a situação de desrespeito pelos professores que a agenda dos políticos (maus políticos, diga-se) revela.
Um povo que não respeita os seus professores é um povo condenado à ignorância.
O Brasil tem todas as condições para ser um país de nível intelectual acima da média. Assim o queiram os políticos e o povo lhes saiba exigir o acesso à educação. À verdadeira educação, não ao "deixa passar" por facilitismo.OBRIGADA GABRIEL.Elânia

Anônimo disse...

Olá Gabriel, ótima reflexão a que você propõe com este texto, parabéns! Os pontos principais que devem ser avaliados e repensados estão ai... O que deixa nós educadores apreensivos é que o tempo vai passando e gerações vão sendo deixadas de lado, a margem do sistema e pouco se modifica...
Mais deixa estar... o desafio é grande é só grandes lutadores (professores) pra encarar-lo!!! Parabéns pelo Blog!

Anônimo disse...

Ser professor é a melhor profissão do ponto da satisfação pessoal, porém quando voce pensa na remuneração, no tratamento dado pelo Município as condições de um efetivo exercício de sua profissão e como o profissional é tratado até mesmo com as mudanças comportamentais da sociedade. Essa é uma profissão de risco. A mudança deve ser uma ação coletiva de um processo, do contrário só estamos brincando de escolinha, e entendendo como é bom ser escravizado.Messias

Anônimo disse...

Companheiro, parabéns pelo blog.

Infelizmente é um descaso dos governantes com a classe dos professores.
Minha mãe exerce a função de professora no estado de Minas Gerais. 32 anos de serviço com salário de 1,300 reais com todas as qualificações profissionais exceto o mestrado.
É uma sacanagem o que fazem com nossa classe. A educação, saúde e segurança é a matriz de uma sociedade. Devem ter salários dignos..
Abraço, saudações socialistas.

Anônimo disse...

Gabriel, nossa luta cada dia que passa vem se fortalecendo cada vez mas; estivemos com a secretária para entregar nossa proposta; Ela recebeu,depois nos ligou dizendo que 32 assinaturas o Dr. Marcelo disse que era pouca, tinha que ser 63. Que é 50% mais + 1; E só em uma tarde conseguimos 80. Isso mostra como nós EDUCADORES estamos unidos.Como estamos insatisfeitos com o nosso salário.Quero convidá-lo para segunda -feira às 16:00 nos acompanhar até a sala de reunião no Centro Administrativo. para iniciar nova rodada de negociações.Obrigada pela força e pelas orientações.A categoria agradece.Elânia

Anônimo disse...

Umarizal, está começando a acordar apesar de haver ainda muitos professores alienados que caiem na conversa do prefeito, secretária e dos diretores vamos a luta!

Anônimo disse...

Vejo que na área da educação no Brasil existem muitos problemas.Gostei muito do seu blog!

Anônimo disse...

Olá professor. Texto interessante e que nos faz refletir sobre essa realidade que infelizmente não é das melhores para os professores.
Abraço

Anônimo disse...

Quanto a ser professor não existe interesse nenhum do governo para criar uma política salarial digna para a classe.Sabe o motivo ? Não ?
Pois bem enquanto existir o apagão da cultura, a manipulação da massa eleitoral é mais fácil e favorece a manutenção dos políticos de carteirinha no poder !

Um abraço e parabéns pelo exemplo de cidadania presente em seu blog.

Anônimo disse...

Gosto de ser professor, mas lamentavelmente a profissão sempre foi e continua sendo desvalorizada. Agora, devemos nos unir para mudar a situação, porque a maioria dos gestores não sabem da importância, ou não desejam melhorar, ou desviam os recursos destinados à educação para outros fins e somando a tudo isso temos uma categoria normalmente covarde ou omissa por motivos pequenos de favorecimentos individuais.

Anônimo disse...

Casos semelhantes aos relatos desses municípios citados serão encontrados em praticamente todos os municípios do Brasil. Aqui em João Pessoa, os relatos são os piores possíveis.
Parabéns pelo blog. Abraço.

Anônimo disse...

"O importante da educação não é apenas formar um mercado de trabalho, mas formar uma nação, com gente capaz de pensar. "
(José Arthur Giannotti)

Anônimo disse...

Gabriel, onde estar contando o número de visitas, pois procuro e não encontro.Elânia.

Anônimo disse...

Valeu Gabriel, estamos BOMBANDO!KKKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

Sempre soube que este prefeito é um canalha, pena que os professores e o povo de Umarizal só agora percebeu isto. Mas, nunca é tarde e aluta continua. Parabéns a classe educadora do município de Umarizal e zero para prefeito debochado.

Anônimo disse...

Este prefeito tem que fazer isto, ficar com o dinheiro dos professores, pois esta é a saída que ele tem para tapar os rombos das campanhas passadas e se preparar para a seguinte. Comprar voto é contra a leim e vender também, é bom que os professores lembrem disso.

Anônimo disse...

Dr. Marcelo fala que não tem dinheiro mentindo, querendo enganar os professores como Olivaldo e o Vereador Washinton já tentaram fazer várias vezes, eu queria ver era eles trabalharem usando seu precioso conhecimento por 768,00 reais. Tirem as máscaras doutores que os professores não estão comendo papa não, querem é salário justo, pois, a lei exite.

Anônimo disse...

Não lenbro se li ou ouvi de alguém que o professor passa a vida toda estudando, lendo, pesquisando, se preparando para ministrar suas aulas e é paga por gestores que nunca se ocuparam de ler um pequeno livro ai perqunta-se o que pode-se esperar de alguém assim?
Cuidado professores olho aberto na hora de votar use a sua inteligência e faça acontecer.
Boa sorte e ponha esses canalhas em seus devidos lugares.

Anônimo disse...

Parabéns aos professores pelo sucesso do Blogger!

Operários da Educação disse...

Agradecemos a todos(as) pelas grandiosas contribuições e incentivo a luta. Pois é bom que todos saibam que cada comentário desse tem um significado imensurável nos embates em evidência.
Gostaríamos de informar que os companheiros(as) ao postar seu comentário que desejarem estreitar as relações de luta conosco nos remetam seus endereços eletrônicos para: sinte.uzl@hotmail.com , pois isso contribuiria muito para ampliação da luta.
Entre os comentários postados até agora, deu para identificar umas contribuições de outros estados(PB, MG e RS), o que nos deixou enormemente orgulhoso, porém os contatos desses(a) companheiros(a) seria extremamente importante para nos afinarmos às lutas nacionais e internacionais.
Aproveitamos aqui para exaltar a determinação, inteligência e o elevado grau de liderança que tem demonstrado a maioria dos diretores do Sindicato dos Servidores Público Municipal de Umarizal, bem como a grande parte de base da educação deste município, pela participação na luta e pela consciência como tem encarado o embate. Pois este comportamento nos tem feito lembrar bastante a seguinte frase: “O trabalhador(a) não tem nata a perder, a não ser a própria vida”
Muito grato a todos(as)!
Gabriel

Anônimo disse...

Vão em frente amigos lutem por um salário digno é direito de vcs, isso td e vergonhoso.

Anônimo disse...

Rogério terminou mostrando para que veio: para se opor àquilo que é o resultado de uma longa e cansativa peleja histórica por parte de professores deste nosso e Brasil e em especial o município de Umarizal.

Dois feitos já ficaram nos anais da história: a retirade da lei da câmara e a tentativa de torná-la inconstitucional.

A posteridade não se esquecerá de ambos.

Parabéns, Professores, pela exposição do tema!

Abraços.